Veja o que pode abrir durante o fim de semana em Belo Horizonte

Veja o que pode abrir durante o fim de semana em Belo Horizonte
Bares podem abrir das 11h às 16h
Bares podem abrir das 11h às 16h Reprodução / Freepik

Este será o primeiro fim de semana de Belo Horizonte com as novas regras que autorizam o funcionamento do comércio da cidade. A maior parte das atividades, no entanto, só estão liberadas aos sábados e já não irão abrir neste domingo (25).

Bares e restaurantes podem funcionar das 11 horas às 16 horas com clientes no local. O atendimento por delivery não tem restrições. As lojas podem funcionar das 9 horas às 20 horas e os shoppings das 10 horas às 21 horas. No entanto, mesmo em shoppings, o comércio deve fechar às 20 horas.

Leia também: BH proíbe para música ao vivo e exibição de jogos em bares

Os supermercados só podem funcionar de segunda-feira a sábado, das 7 horas às 22 horas. Os serviços de venda de gás, que também não podem abrir aos domingos, não tem restrição de horário.

Na prática, apenas os serviços de saúde, postos de combustíveis, praças e pistas de corrida ao ar livre estarão abertos aos domingos. Para visitar os parques públicos, de quinta-feira  à sábado, é necessário agendar horário pelo site da prefeitura, neste link.

Veja a lista completa com o horário de funcionamento do comércio em BH:

•Padarias e lanchonetes: de segunda-feira à sábado, entre 5h e 22h (Permitido o consumo de alimentos no local. O consumo de bebidas é permitido entre 11h e 16h);

•Comércio varejista de laticínios e frios: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 21h;

•Açougue e Peixaria: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 21h;

•Hortifrutigranjeiros: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 21h;

•Minimercados, mercearias e armazéns: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 21h;

•Supermercados e hipermercados: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 22h;

•Lojas de conveniência e similares: de segunda à sexta-feira, entre 7h e 18h (proibido o consumo no local);

•Farmácias, drogarias e lojas de manipulação: sem restrição de horário;

•Óticas: sem restrição de horário;

•Artigos médicos e ortopédicos: sem restrição de horário;

•Lojas de materiais de construção: de segunda-feira à sábado, entre 7h e 21h (inclui lojas de material para para pintura, elétrico, hidráulico, vidraçarias, madeireira, entre outros)

•Postos de combustíveis: sem restrição de horário;

•Venda de gás de cozinha: de segunda-feira à sábado, sem restrição de horário.;

•Comércio atacadista da cadeia do comércio varejista: diariamente, entre 5h e 17h;

•Agências bancárias, instituições de crédito e seguro: sem restrição de horário;

•Casas lotéricas: sem restrição de horário;

•Correios: sem restrição de horário;

•Venda de medicamentos, artigo e alimentos para animais: sem restrição de horário;

•Atividades industriais: sem restrição de horário;

•Bancas de jornais e revistas: de segunda-feira à sábado, sem restrição de horário;

•Bares, restaurantes e lanchonetes localizadas em hotéis e pousadas: sem restrição de horário (atendimento apenas aos hóspedes);

•Shopping centers: de segunda-feira à sábado, entre 10h e 21h (as lojas no interior dos shoppings devem seguir as recomendações referentes ao seu setor);

•Celebração presencial de cultos religiosos e missas coletivas: sem restrição de horário;

•Uso de praças e pistas de caminhada para atividades físicas coletivas ou individuais: sem restrição de horário.