Mulher acusada de abandonar recém-nascido diz ser alvo de mentiras: 'meu filho está na minha barriga'

Com oito meses de gestação, Paola Borges foi acusada de abandonar um bebê encontrado em uma caixa de papelão próximo a casa dela em Campos, RJ, na semana passada. Ela recebeu ameaças pelas redes sociais e chegou a ir para o hospital por causa da confusão. Mulher é acusada de abandonar bebê em Campos, RJ, mesmo ainda estando grávida Uma mulher grávida em Campos, no Norte Fluminense, está sendo acusada nas redes sociais de ser a mãe e a responsável por abandonar um bebê recém-nascido encontrado dentro de uma caixa de papelão no último dia 1º de abril. Paola Borges mora próximo ao local onde o bebê foi encontrado, no Parque Nova Brasília, e mesmo ainda estando grávida diz que continuou recebendo ameaças pela internet. "Estão compartilhando a minha foto grávida e estão dizendo que eu sou a mãe que abandonou o filho [...] Estou grávida ainda, meu filho está na minha barriga! Agora estou recebendo prints e áudios de pessoas em grupos falando que vão me linchar na rua", contou Paola. Com as ameaças, Paola, que está no oitavo mês de gestação, contou, ainda, que precisou de atendimento médico. Paola Borges foi acusada de ter abandonado filho recém-nascido mesmo ainda estando grávida Reprodução/Redes sociais "Estou nervosa com essa história. Já fui parar no hospital e meu filho está querendo nascer antes da hora por causa do nervosismo que eu estou passando", desabafou. Além de prejudicar outras pessoas, a delegada adjunta da 134ª DP, Natália Patrão, alerta que mentir, mesmo que pela internet, pode trazer problemas sérios na justiça. "A divulgação de imagens e notícias falsas pode desencadear, a depender do fato, calúnia, injúria ou difamação, cuja a pena pode variar de oito meses, no mínimo, a dois anos e oito meses", explicou a delegada. "A mulher grávida que estão suscitando ser a autora não procede", ressaltou Natália. De acordo com a delegada Natália Padrão ainda não foi possível saber quem foi o autor ou autora do crime. "As imagens captadas até o momento não foram esclarecedoras o suficiente para identificação da autoria. A imagem que a gente conseguiu, até o momento, é de baixa qualidade, não é suficiente para mostrar placa de veículo, feição das pessoas que transitavam na calçada", afirmou a delegada. O caso segue sendo investigado pela 134ª DP. Recém-nascido foi encontrado dentro de caixa de papelão em Campos, RJ; ele está estável e segue internado no Hospital Plantadores de Cana Divulgação/HPC O bebê recém-nascido encontrado na calçada do Parque Nova Brasília agora tem o nome de Lucas Emanuel. Ele segue internado no Hospital Plantadores de Cana. De acordo com a unidade, o estado de saúde de Lucas Emanuel, que está tratando uma pneumonia e ganhando peso, é estável. Ele está sendo alimentado com leite materno do próprio banco de leite do hospital.

Mulher acusada de abandonar recém-nascido diz ser alvo de mentiras: 'meu filho está na minha barriga'

Com oito meses de gestação, Paola Borges foi acusada de abandonar um bebê encontrado em uma caixa de papelão próximo a casa dela em Campos, RJ, na semana passada. Ela recebeu ameaças pelas redes sociais e chegou a ir para o hospital por causa da confusão. Mulher é acusada de abandonar bebê em Campos, RJ, mesmo ainda estando grávida Uma mulher grávida em Campos, no Norte Fluminense, está sendo acusada nas redes sociais de ser a mãe e a responsável por abandonar um bebê recém-nascido encontrado dentro de uma caixa de papelão no último dia 1º de abril. Paola Borges mora próximo ao local onde o bebê foi encontrado, no Parque Nova Brasília, e mesmo ainda estando grávida diz que continuou recebendo ameaças pela internet. "Estão compartilhando a minha foto grávida e estão dizendo que eu sou a mãe que abandonou o filho [...] Estou grávida ainda, meu filho está na minha barriga! Agora estou recebendo prints e áudios de pessoas em grupos falando que vão me linchar na rua", contou Paola. Com as ameaças, Paola, que está no oitavo mês de gestação, contou, ainda, que precisou de atendimento médico. Paola Borges foi acusada de ter abandonado filho recém-nascido mesmo ainda estando grávida Reprodução/Redes sociais "Estou nervosa com essa história. Já fui parar no hospital e meu filho está querendo nascer antes da hora por causa do nervosismo que eu estou passando", desabafou. Além de prejudicar outras pessoas, a delegada adjunta da 134ª DP, Natália Patrão, alerta que mentir, mesmo que pela internet, pode trazer problemas sérios na justiça. "A divulgação de imagens e notícias falsas pode desencadear, a depender do fato, calúnia, injúria ou difamação, cuja a pena pode variar de oito meses, no mínimo, a dois anos e oito meses", explicou a delegada. "A mulher grávida que estão suscitando ser a autora não procede", ressaltou Natália. De acordo com a delegada Natália Padrão ainda não foi possível saber quem foi o autor ou autora do crime. "As imagens captadas até o momento não foram esclarecedoras o suficiente para identificação da autoria. A imagem que a gente conseguiu, até o momento, é de baixa qualidade, não é suficiente para mostrar placa de veículo, feição das pessoas que transitavam na calçada", afirmou a delegada. O caso segue sendo investigado pela 134ª DP. Recém-nascido foi encontrado dentro de caixa de papelão em Campos, RJ; ele está estável e segue internado no Hospital Plantadores de Cana Divulgação/HPC O bebê recém-nascido encontrado na calçada do Parque Nova Brasília agora tem o nome de Lucas Emanuel. Ele segue internado no Hospital Plantadores de Cana. De acordo com a unidade, o estado de saúde de Lucas Emanuel, que está tratando uma pneumonia e ganhando peso, é estável. Ele está sendo alimentado com leite materno do próprio banco de leite do hospital.