Ex-Fórmula 1 bate carro histórico de Lauda em corrida em Mônaco

Ex-Fórmula 1 bate carro histórico de Lauda em corrida em Mônaco

Se você tivesse um Fórmula 1 de 1974, avaliado em US$ 6 milhões, quase R$ 33 milhões, o colocaria em uma corrida de carros raros? Tem gente que não vê problemas. O ex-piloto Jean Alesi foi convidado para guiar a Ferrari 312B3, utilizada pelo tricampeão mundial Niki Lauda, no GP Histórico de Mônaco. As coisas, no entanto, não saíram nada bem. 

Alesi, que pilotou para a escuderia italiana de 1991 a 1995, foi o convidado para dirigir um dos 16 carros clássicos do grid pelas ruas do principado de Mônaco. Depois de uma perseguição insana, já nas voltas finais da prova, Marco Werner, a bordo de uma Lotus, exagerou na dose e tocou em Alesi.

Alesi liderava GP Histórico de Mônaco quando foi tocado e bateu no muro
Alesi liderava GP Histórico de Mônaco quando foi tocado e bateu no muro Reprodução

O toque fez com que Alesi perdesse o controle da Ferrari e batesse no muro que separa o circuito dos boxes. As asas dianteira e traseira foram danificadas, e o francês teve de se retirar da corrida. Ainda na pista, ele fez um gesto de aborrecimento para Werner, que seguiu na prova e terminou em terceiro lugar devido a uma punição.

Lauda, um dos maiores nomes da F-1, morreu em maio de 2019, aos 70 anos. Dos seus três títulos mundiais, dois foram conquistados com a Ferrari.

Hamilton ganha mais que o dobro do 2º maior salário da Fórmula 1