Coronavírus: prefeito de São José de Piranhas, PB, fecha serviços não essenciais

Decreto proíbe a venda de bebidas alcoólicas por delivery ou retirada. Publicação foi feita nesta terça-feira (16) e é válida até dia 1º de março. Prefeito de São José de Espinharas decreta fechamento de serviços não essenciais até 1º de março Reprodução/Prefeitura Municipal de São José de Piranhas O prefeito da cidade de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, decretou o fechamento de estabelecimentos não essenciais, além de proibir a venda de bebidas alcoólicas. O decreto é válido até dia 1º de março e tem com o objetivo tentar minimizar o avanço do novo coronavírus no município. O decreto foi publicado nesta terça-feira (16) e determina o fechamento total de locais que podem gerar aglomerações, como bares, restaurantes, estabelecimentos comerciais, casas de festas e similares, academias, parques de diversões, consultórios odontológicos (exceto casos de urgência), salões de beleza, shopping e galerias. O prefeito Chico Mendes também proibiu que estabelecimentos vendam bebidas alcoólicas por delivery ou retirada, sob pena de multa que pode chegar a R$ 300. A realização de missas também está proibida a partir desta sexta-feira (18) e até o dia 1º de março. Táxis, mototáxis e similares também não poderão funcionar durante este período. Já os serviços essenciais, como supermercardos e farmácias, postos de gasolinas e clínicas veterinárias, casas de ração, padarias, depósitos de água e gás, funerárias, oficinas mecânicas e serviços de saúde estão autorizados a funcionar das 7h às 13h, seguindo os protocolos de segurança sanitária como disponibilização de álcool 70% e distanciamento social. O descumprimento deste decreto pode acarretar ao proprietário do estabelecimento uma multa de R$ 1 mil. Até esta terça-feira (16), a cidade tinha 1.080 casos confirmados do novo coronavírus, que é o equivalente a 5,3% da população, além de 20 mortos. Já a ocupação de leitos de UTI no Sertão paraibano é de 78%. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba

Coronavírus: prefeito de São José de Piranhas, PB, fecha serviços não essenciais

Decreto proíbe a venda de bebidas alcoólicas por delivery ou retirada. Publicação foi feita nesta terça-feira (16) e é válida até dia 1º de março. Prefeito de São José de Espinharas decreta fechamento de serviços não essenciais até 1º de março Reprodução/Prefeitura Municipal de São José de Piranhas O prefeito da cidade de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, decretou o fechamento de estabelecimentos não essenciais, além de proibir a venda de bebidas alcoólicas. O decreto é válido até dia 1º de março e tem com o objetivo tentar minimizar o avanço do novo coronavírus no município. O decreto foi publicado nesta terça-feira (16) e determina o fechamento total de locais que podem gerar aglomerações, como bares, restaurantes, estabelecimentos comerciais, casas de festas e similares, academias, parques de diversões, consultórios odontológicos (exceto casos de urgência), salões de beleza, shopping e galerias. O prefeito Chico Mendes também proibiu que estabelecimentos vendam bebidas alcoólicas por delivery ou retirada, sob pena de multa que pode chegar a R$ 300. A realização de missas também está proibida a partir desta sexta-feira (18) e até o dia 1º de março. Táxis, mototáxis e similares também não poderão funcionar durante este período. Já os serviços essenciais, como supermercardos e farmácias, postos de gasolinas e clínicas veterinárias, casas de ração, padarias, depósitos de água e gás, funerárias, oficinas mecânicas e serviços de saúde estão autorizados a funcionar das 7h às 13h, seguindo os protocolos de segurança sanitária como disponibilização de álcool 70% e distanciamento social. O descumprimento deste decreto pode acarretar ao proprietário do estabelecimento uma multa de R$ 1 mil. Até esta terça-feira (16), a cidade tinha 1.080 casos confirmados do novo coronavírus, que é o equivalente a 5,3% da população, além de 20 mortos. Já a ocupação de leitos de UTI no Sertão paraibano é de 78%. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba