Campos, RJ, volta à fase laranja nesta terça-feira

Maior cidade do interior fluminense passou 45 dias na fase vermelha, nível mais alto de restrições. Mudança de fase foi decidida durante reunião do Gabinete de Crise nesta segunda-feira (10). Mudança para a fase laranja em Campos, RJ, foi decidida durante reunião do Gabinete de Crise Divulgação Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, volta à fase laranja, segundo nível mais alto de restrições no combate à pandemia, a partir de terça-feira (10). Isso acontece no momento em que a cidade zerou, pela primeira vez desde o início da fase vermelha, há 45 dias, a fila de espera por leitos Covid. A decisão foi tomada após reunião do gabinete de crise da Covid, realizada na manhã desta segunda-feira (10) com a presença de representantes do poder público e da sociedade civil organizada. Entre as medidas previstas para a fase laranja está a alteração no horário de funcionamento de bares e restaurantes. A partir desta terça, bares e restaurantes poderão funcionar até as 23h e terão a permissão de música ao vivo, com no máximo dois integrantes em cada grupo. Além disso, os clientes poderão se servir em buffet. De acordo com o subsecretário de Saúde, Paulo Hirano, a mudança só está sendo possível graças às restrições tomadas nas últimas semanas. Apesar da flexibilização, o subsecretário alertou que os cuidados não podem parar. "Quando iniciamos a fase maior de restrições, tínhamos 60 pessoas na fila e hoje não temos nenhuma pessoa na fila. Quando falamos em flexibilização não podemos esquecer das medidas necessárias, como distanciamento interpessoal, manter o uso de máscaras. Agora é preciso flexibilização com conscientização da população, porque o vírus continua circulando, continua sendo perigoso e matando”, alertou Paulo Hirano. De acordo com o último boletim municipal, divulgado no sábado (8), Campos tem 28.890 casos confirmados da Covid-19, com 1.176 mortes causadas pela doença. Até o último sábado, 100.820 pessoas receberam, pelo menos, a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na cidade. Vídeos: RJ1 Inter TV

Campos, RJ, volta à fase laranja nesta terça-feira

Maior cidade do interior fluminense passou 45 dias na fase vermelha, nível mais alto de restrições. Mudança de fase foi decidida durante reunião do Gabinete de Crise nesta segunda-feira (10). Mudança para a fase laranja em Campos, RJ, foi decidida durante reunião do Gabinete de Crise Divulgação Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, volta à fase laranja, segundo nível mais alto de restrições no combate à pandemia, a partir de terça-feira (10). Isso acontece no momento em que a cidade zerou, pela primeira vez desde o início da fase vermelha, há 45 dias, a fila de espera por leitos Covid. A decisão foi tomada após reunião do gabinete de crise da Covid, realizada na manhã desta segunda-feira (10) com a presença de representantes do poder público e da sociedade civil organizada. Entre as medidas previstas para a fase laranja está a alteração no horário de funcionamento de bares e restaurantes. A partir desta terça, bares e restaurantes poderão funcionar até as 23h e terão a permissão de música ao vivo, com no máximo dois integrantes em cada grupo. Além disso, os clientes poderão se servir em buffet. De acordo com o subsecretário de Saúde, Paulo Hirano, a mudança só está sendo possível graças às restrições tomadas nas últimas semanas. Apesar da flexibilização, o subsecretário alertou que os cuidados não podem parar. "Quando iniciamos a fase maior de restrições, tínhamos 60 pessoas na fila e hoje não temos nenhuma pessoa na fila. Quando falamos em flexibilização não podemos esquecer das medidas necessárias, como distanciamento interpessoal, manter o uso de máscaras. Agora é preciso flexibilização com conscientização da população, porque o vírus continua circulando, continua sendo perigoso e matando”, alertou Paulo Hirano. De acordo com o último boletim municipal, divulgado no sábado (8), Campos tem 28.890 casos confirmados da Covid-19, com 1.176 mortes causadas pela doença. Até o último sábado, 100.820 pessoas receberam, pelo menos, a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na cidade. Vídeos: RJ1 Inter TV