Cães levados em roubo de carro em Botafogo são encontrados e voltam para casa

Lud e Momoa foram encontrados por um adolescente em São Cristóvão, amarrados a uma cadeira, e levados para a delegacia. Lud e Momoa, os cãezinhos levados por um assaltante em um roubo de carro em Botafogo, na Zona Sul do Rio, foram encontrados e já estão em casa. Os cachorros foram encontrados nesta segunda-feira (10), dois dias após o crime, por um adolescente em São Cristóvão — a 10 km do local do ataque. A família acredita que a mobilização nas redes sociais ajudou a pôr fim às buscas. Os animais estavam amarrados por um fio a uma cadeira e logo foram levados pra delegacia, onde a família foi avisada. Lud e Momoa já estão em casa, para alívio da família Meneses Reprodução/TV Globo Lud estava machucado e foi levado ao veterinário, mas logo foi liberado. “Não dormi e praticamente não comi nesses dois dias”, disse a fisioterapeuta Ingrid Meneses, vítima do assalto. O bandido ainda está sendo procurado. Como foi o ataque VÍDEO: Imagens mostram momento em que homem rouba carro com cães dentro em Botafogo Às 14h de sábado (8), Ingrid foi rendida na Rua Paulino Fernandes. Uma câmera de segurança registrou o ataque (veja no vídeo acima). Ela ainda tentou resistir, mas o bandido foi embora levando os pets, que estavam no banco de trás do carro. O criminoso segue sendo procurado pela polícia. Ele não levantava suspeitas — havia acabado de passar pela calçada aparentando ler um jornal quando decidiu voltar e cometer o crime. Câmeras de segurança registraram imagem do suspeito. Reprodução/TV Globo Alívio em casa “No sábado, eu fiquei sozinha porque a minha mãe estava com a minha irmã [Bruna] na delegacia, e eu fiquei desolada. Eu não conseguia pensar direito, estava chorando muito, meu olho ficou até inchado. Eu não conseguia me concentrar em absolutamente nada”, lembrou a estudante Bianca Meneses, uma das filhas da fisioterapeuta. A irmã contou que muita gente deu força à família pela internet. “Eu via gente de outros estados dizendo: ‘Olha, eu conheço alguém que pode te ajudar, vamos lá!’”, disse Bruna. “Isso deu um alento ao coração, porque de certa forma não estamos sozinhos. Vamos daqui para frente criar estratégias para se reestruturar... Pensando em pegar mais uns três cachorros...!”, brincou. Cães foram encontrados a 10 km do local do roubo Reprodução/TV Globo

Cães levados em roubo de carro em Botafogo são encontrados e voltam para casa

Lud e Momoa foram encontrados por um adolescente em São Cristóvão, amarrados a uma cadeira, e levados para a delegacia. Lud e Momoa, os cãezinhos levados por um assaltante em um roubo de carro em Botafogo, na Zona Sul do Rio, foram encontrados e já estão em casa. Os cachorros foram encontrados nesta segunda-feira (10), dois dias após o crime, por um adolescente em São Cristóvão — a 10 km do local do ataque. A família acredita que a mobilização nas redes sociais ajudou a pôr fim às buscas. Os animais estavam amarrados por um fio a uma cadeira e logo foram levados pra delegacia, onde a família foi avisada. Lud e Momoa já estão em casa, para alívio da família Meneses Reprodução/TV Globo Lud estava machucado e foi levado ao veterinário, mas logo foi liberado. “Não dormi e praticamente não comi nesses dois dias”, disse a fisioterapeuta Ingrid Meneses, vítima do assalto. O bandido ainda está sendo procurado. Como foi o ataque VÍDEO: Imagens mostram momento em que homem rouba carro com cães dentro em Botafogo Às 14h de sábado (8), Ingrid foi rendida na Rua Paulino Fernandes. Uma câmera de segurança registrou o ataque (veja no vídeo acima). Ela ainda tentou resistir, mas o bandido foi embora levando os pets, que estavam no banco de trás do carro. O criminoso segue sendo procurado pela polícia. Ele não levantava suspeitas — havia acabado de passar pela calçada aparentando ler um jornal quando decidiu voltar e cometer o crime. Câmeras de segurança registraram imagem do suspeito. Reprodução/TV Globo Alívio em casa “No sábado, eu fiquei sozinha porque a minha mãe estava com a minha irmã [Bruna] na delegacia, e eu fiquei desolada. Eu não conseguia pensar direito, estava chorando muito, meu olho ficou até inchado. Eu não conseguia me concentrar em absolutamente nada”, lembrou a estudante Bianca Meneses, uma das filhas da fisioterapeuta. A irmã contou que muita gente deu força à família pela internet. “Eu via gente de outros estados dizendo: ‘Olha, eu conheço alguém que pode te ajudar, vamos lá!’”, disse Bruna. “Isso deu um alento ao coração, porque de certa forma não estamos sozinhos. Vamos daqui para frente criar estratégias para se reestruturar... Pensando em pegar mais uns três cachorros...!”, brincou. Cães foram encontrados a 10 km do local do roubo Reprodução/TV Globo