Luxemburgo adota discurso realista e admite rebaixamento do Vasco

Luxemburgo adota discurso realista e admite rebaixamento do Vasco
DANILO FERNANDES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

O empate com o Corinthians neste domingo (21) praticamente decretou o quarto rebaixamento do Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro. Dependendo de uma combinação improvável de resultados para se manter na primeira divisão, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu adotar um discurso realista em entrevista concedida após a partida.

"Eu não posso enganar o torcedor. Se falar em ganhar do Goiás e fazer 12 gols, estou enganando", afirmou o treinador. Contudo, Luxemburgo voltou a lembrar da partida contra o Internacional, que depende de um julgamento do STJD para ser anulada ou não, o que pode dar uma sobrevida ao gigante da colina.

Caso se concretize, esta será a quarta queda do cruzmaltino para a segunda divisão desde 2008 (os outros rebaixamentos foram em 2013 e 2015). Com isso, além de jogadores e técnicos, os milhões de torcedores do Vasco vão amargar mais uma vez o descenso da equipe.

"Queria falar com o torcedor do Vasco da Gama, que tem muito respeito por mim. Lamento muito por não ter conseguindo, junto com esse grupo, manter o time na Primeira Divisão. Peço ao torcedor que entenda que fiz o máximo. O maior respeito pela agremiação, pelo torcedor do Vasco da Gama", destacou Vanderlei Luxemburgo, que assumiu o time quando faltavam 12 partidas para o término da competição.

O técnico ainda afirmou que, se for o desejo da diretoria do Vasco, ele comandará o time na Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. "Eu estou à disposição do Vasco para uma reconstrução, a reconstrução de um gigante."

Com o empate diante do Corinthians em Itaquera, o Vasco precisa de um milagre para se manter na elite do futebol brasileiro. Na última rodada a equipe enfrenta o Goiás em casa, e precisa vencer a partida, além de torcer por uma derrota do Fortaleza contra Fluminense e tirar uma diferença 12 gols para não ser rebaixado.