Aulas da rede municipal começam nesta segunda-feira (22) de forma remota, em Campina Grande

Atividades de contraturno serão realizadas para a conclusão de 196 horas pendentes no ano de 2020. Ano letivo começa nesta segunda-feira (22) para alunos da rede municipal de ensino de Campina Grande Codecom-CG/divulgação O ano letivo da rede municipal de ensino de Campina Grande começa nesta segunda-feira (22), em 107 escolas e 42 creches municipais. Todas as aulas acontecerão no modelo de ensino remoto, avançando para o ensino híbrido - presencial e remoto de forma simultânea. Mais de 37 mil estudantes iniciarão o sistema Continuum Curricular, que compreende a integração entre os anos letivos de 2020 e 2021, para que os alunos possam concluir com atividades de contraturno cerca de 196 horas de atividades pendentes no ano passado. As aulas acontecerão através da plataforma Google Sala de Aula, com suporte através de aplicativo de mensagens pelo celular. Já para os alunos sem acesso à internet, o ensino será feito através de atividades impressas e uso de livros didáticos. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), a modalidade de retorno foi definida em decreto publicado no dia 11 de fevereiro deste ano. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba

Aulas da rede municipal começam nesta segunda-feira (22) de forma remota, em Campina Grande

Atividades de contraturno serão realizadas para a conclusão de 196 horas pendentes no ano de 2020. Ano letivo começa nesta segunda-feira (22) para alunos da rede municipal de ensino de Campina Grande Codecom-CG/divulgação O ano letivo da rede municipal de ensino de Campina Grande começa nesta segunda-feira (22), em 107 escolas e 42 creches municipais. Todas as aulas acontecerão no modelo de ensino remoto, avançando para o ensino híbrido - presencial e remoto de forma simultânea. Mais de 37 mil estudantes iniciarão o sistema Continuum Curricular, que compreende a integração entre os anos letivos de 2020 e 2021, para que os alunos possam concluir com atividades de contraturno cerca de 196 horas de atividades pendentes no ano passado. As aulas acontecerão através da plataforma Google Sala de Aula, com suporte através de aplicativo de mensagens pelo celular. Já para os alunos sem acesso à internet, o ensino será feito através de atividades impressas e uso de livros didáticos. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), a modalidade de retorno foi definida em decreto publicado no dia 11 de fevereiro deste ano. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba