Abel agradece ao Palmeiras após título: 'Agora, essa é minha família'

Abel agradece ao Palmeiras após título: 'Agora, essa é minha família'
Abel Ferreira mal chegou ao Palmeiras, e já tem dois títulos
Abel Ferreira mal chegou ao Palmeiras, e já tem dois títulos Lance

Abel Ferreira conquistou, neste domingo (07), mais um título à frente do Palmeiras, ao vencer o Grêmio na final do Copa do Brasil. Em entrevista após o jogo, o treinador comentou sua segunda taça com o clube e revelou os principais motivos de ter escolhido deixar o PAOK para vir ao Brasil.

"Trabalho, capacidade, talento, estrutura, essa as palavras que me fizeram aceitar o convite para vir ao Palmeiras. Eu ouvia meus treinadores e sabia que para vencer é preciso de um clube organizado. Arrisquei sim, mas quem não arrisca não conquista."

O treinador português também fez questão de valorizar o trabalho do elenco e o apoio do torcida, mesmo que distante, principalmente após o revés no Mundial de Clubes: "Conquistamos mais um troféu, mas isso foi também pelos atletas, mesmo após muitas críticas devido ao Mundial, seguimos em frente. Dedico a vitória a todos, aos jogadores, comissão e à torcida. O apoio dela seria vital com um estádio cheio, mas precisamos combater um adversário maior (a covid), então fiquem em casa."

Questionado sobre sua reação com as conquistas, Abel disse que a derrota é algo que o marca mais, mas a vitória entrega um sentimento de trabalho feito.

"Eu não vibro muito com as vitórias, é muito passageiro, é algo que passa, eu sinto isso. A sensação da derrota ficou muito mais presente dentro de mim por causa do Mundial, mas fica aqui a sensação de dever cumprido, de deixar quem trabalha comigo feliz, fico feliz por eles. O futebol me deu tudo, então é minha obrigação retribuir tudo o que ele me deu, principalmente agradecer aos jogadores que são os verdadeiros campeões."

Ao final, o técnico do Verdão respondeu sobre a saudade que sente de seus familiares e como tem sido pensar neles nesses momentos de glória. Porém, logo foi interrompido pela festa dos jogadores e encerrou homenageando-os.

"Foi a primeira coisa que lembrei depois de ganhar o título, vou ver se consigo negociar com eles para virem ao Brasil. Mas, agora, essa é minha família (referindo-se aos jogadores)! A forma que eu tenho de matar a saudade é com esses filhos que eu arranjei."

Abel Ferreira conquistou seu segundo título profissional na carreira como técnico – os dois com o Palmeiras – e tornou-se o primeiro treinador estrangeiro a ser campeão da Copa do Brasil.

Em quatro meses, Abel já marca nome na história do Palmeiras